terça-feira, 18 de dezembro de 2012

A Origem dos Guardiões

Muita diversão para crianças:
Quando Avatar chegou aos cinemas, muita gente o criticou por ser "mais do mesmo". O que essas pessoas não viam era que a fórmula podia ser bem conhecida, mas estava tão bem empregada e embalada em um cenário tão inovador, que tudo o que a história precisava fazer era apenas levar o espectador para aquela viagem - o que fazia com primor.

A Origem dos Guardiões (Rise of the Guardians, 2012) tem muitas destas características. Os personagens, por exemplo, são velhos conhecidos (Papai Noel, Coelho da Páscoa, Fada dos Dentes e Sandman), mas com algumas mudanças: o Papai Noel está todo tatuado e carrega enormes espadas, o Coelhinho da Páscoa tem 1,85m e atira bumerangues, a Fada dos Dentes balança suas asas e espalha charme por todos os lados e o fofíssimo Sandman é um gorduchinho que não fala, mas se expressa usando desenhos.
Este cenário foi criado pelo escritor William Joyce (ganhador do Oscar 2012 de Melhor Curta-Metragem em Animação por The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore, que ele escreveu e dirigiu) em sua franquia de livros "Guardians of Childhood" (Guardiões da Infância). A boa notícia é que mesmo os que já conhecem a série literária vão ser surpreendidos com a história, que se baseia neste universo, mas o expande, buscando novas situações para os personagens.
A trama começa 300 anos depois da última aventura dos livros e mostra Jack Frost sendo escolhido pelo Homem na Lua para se tornar um Guardião e assim ajudar a acabar com o novo plano do Breu, o Bicho Papão.
Porém, Jack Frost é uma espécie de Wolverine dentro deste mundo e prefere trabalhar sozinho. A sua cerimônia de entrada para a super-equipe tem sequências engraçadas (como os elfos tocando trombetas) e outras mais dramáticas (como a hora que o bom velhinho mostra a Jack que ele precisa descobrir qual a sua missão, o seu centro). Toda a trama é muito bem amarrada e gira em torno da crença das crianças nestes seres fantásticos. 

A partir do momento que elas deixam de acreditar estes seres mágicos vão ficando mais fracos. É este o plano do Breu para desestabilizar o grupo e o mundo, deixando tudo sombrio.

A criação do universo 3D
A neve de Jack Frost, a areia de sonhos do Sandman, os papeizinhos picados que caem da oficina do Papai Noel, enfim todo o universo foi pensado para levar o público para dentro da tela com um 3D que se recusa a ficar apenas jogando coisas na cara do espectador. Outro ótimo exemplo de utilização técnica da mídia são os efeitos surround de som, que ajudam o vilão a confundir Jack entre as sombras de seu esconderijo. São detalhes que podem passar despercebidos, mas fazem toda a diferença, assim como a contextualização de um efeito natural como a aurora boreal, que vira uma espécie de "batsinal" que convoca os Guardiões.

Após ver tanto a versão original quanto a dublada em português dá para dizer que um Jude Law chama a atenção como o Pitch (Breu), o sotaque australiano de Hugh Jackman é metade da graça do Coelhinho da Páscoa e Alec Baldwin é um ótimo Papai Noel, mas a versão brasileira acerta justamente na sua discrição, ao não tentar chamar mais atenção do que os personagens que estão na tela.
A Origem dos Guardiões pode não ter um arco tão inovador quanto o universo em que está inserido, mas sabe muito bem como divertir o seu público. Prova disso é que já tem gente por aí chamando o filme de Os Vingadores do maternal - e acho que não dava para receber elogio melhor do que este em 2012.
Crítica:Marcelo Forlani

Viagem de férias com as crianças 3

Gramado, para mim, é uma das cidades que todos os brasileiros deveriam visitar algum dia, seja com crianças ou não. Vale muito a pena. A cidade é organizada, o clima é maravilhoso e possui muitas opções para diversão garantida. Aproveite para visitá-la no Natal. É uma atração imperdível.

Mas, como queremos mostrar roteiros para realizar com crianças, aqui vão as dicas:

Fazer um belo passeio pelo organizado e limpo Zoológico de Gramado 
(www.gramadozoo.com.br):quem quiser, pode ousar num safári noturno. Na saída do Zoológico tem até lojinha com bichinhos de pelúcia, como nos parques da Disney. Ah, e para quem precisar, vale lembrar que o Zoo tem carrinhos de bebê para alugar.


Dar uma volta nos pedalinhos do mágico Lago Negro (gramadosite.com.br/hotsite/lagonegro): um dos cartões postais de Gramado: leve uns lanchinhos e aproveite para fazer um belo piquenique num dia de sol.

Visitar o Mini Mundo (www.minimundo.com.br): um parque com tudo em miniatura e réplicas de construções antigas e famosas, como por exemplo, a Igreja de São Francisco de Assis. Apesar de antigo, ainda surpreende o público infantil. Bem em frente ao Mini Mundo está localizada a área onde ocorrem diversos eventos, como o famoso show de fogos do Natal Luz, o Navitaten, e a grande Festa da Colônia (entre os meses de abril e maio).
A Praça das Comunicações, ao lado da Rodoviária, também é palco de muitos eventos: durante todo o ano, diversas comunidades rurais se revezam fazendo pães, cucas e outras delícias caseiras). 

Na Casa do Colono você encontra geléias, biscoitos e outras especialidades. O aroma da praça é convidativo. Sem falar que atravessando a rua você encontra um dos mais populares e deliciosos restaurantes italianos da cidade: a Cantina Pastaciutta (www.pastasciutta.com.br), paradinha obrigatória. No Natal, uma feira de artesanato toma conta desta praça.
 


Caminhar pelas lojinhas da Borges de Medeiros é diversão na certa: um ótimo passeio com bebê no carrinho! Em frente ao Hotel Serra Azul, você vai encontrar um Posto de Informações com atendentes e muitos panfletos e mapas. Por essa rua principal, está o Palácio dos Festivais, palco do Festival de Cinema de Gramado, a Casa da Velha Bruxa, uma lancheria tradicional, muitos cafés charmosos e chocolates para ninguém botar defeito. 

Recomendo fortemente uma pausa na Loja da Prawer (www.prawer.com.br), na Av. Borges de Medeiros, 2759, ao lado da rua coberta, ou mais adiante no charmoso Bistrot e Café Josephina, ao lado da Igreja.
O passeio gourmet numa zona rural encantadora, a Linha Ávila, é um programinha a ser agendado

O Sabor Rural fica a 3 minutos de carro do Centro de Gramado. Ali, é possível experimentar comidas campeiras, um bom churrasco e curtir o espaço gigante ao ar livre com as crianças. Ah, tem cavalos, bichinhos, lago para pesca e pracinha. Junte a turma e reserve seu lugar ao sol. O restaurante só abre nos finais de semana e feriados.
Conhecer o Dreamland, o Museu de Cera (www.museudeceradreamland.com.br): ele fica na estrada entre Gramado e Canela. Não espere um Madame Tussauds;  ele é simples, tem poucos personagens, mas diverte a garotada. Bom programa caso chova!


A Aldeia do Papai Noel é meio pega turista (www.papainoel.com). Contudo, encanta os pequenos viajantes que visitam a Casa do Papai Noel durante qualquer dia do ano. Aproveite para respirar fundo no mirante para o Vale do Quilombo. Na época do Natal Luz, o parque fica mais interessante e com shows ao vivo.
 




Dos dias de chuva: sim, chove muito por aqui e faltam atrações para o tempo ruim. Melhor sentar num bom restaurante e esperar o a chuva passar. Ou então, investir num bom hotel com atividades para toda a família (Serrano Resort)


A alta temporada: essa tal de alta temporada é um problema, pois lota a cidade, congestiona as ruas e aumenta as tarifas dos hotéis. Para conferir o Natal Luz, evite os finais de semana. Se isso for impossível, prefira o mês de novembro.


Anote aí, Gramado ainda é sede de grandes eventos o ano inteiro:
O Natal Luz: www.natalluzdegramado.com.br

É a época mais cheia e tumultuada da cidade. Muita gente de fora. Se puder, evite os finais de semana. Algumas atrações são gratuitas e emocionantes. Comece com um passeio noturno para assistir o Show de Acendimento de Luzes (espetáculo diário) e não conte para as crianças que vai nevar (é melhor ser surpresa). De lá, passe pela Igreja iluminada, a Rua das Renas e a rua coberta.


Depois, faça uma pausa para comprar chocolates (muitos) e provar o melhor sorvete de chocolate e o melhor chocolate quente cremoso do mundo na Caracol! O sorvete é totalmente artesanal, sem gordura hidrogenada!

Dos espetáculos pagos, o melhor para as crianças é o Fantástica Fábrica de Natal. Porém, compre seus ingressos com antecedência!

Para se hospedar: são inúmeras as opções:

$$$ Serrano Resort (www.serranoresort.com.br): os quartos são excelentes e muito confortáveis. Se não fosse pelo preço, seria o meu preferido. Fica a poucos metros das atrações turísticas de Gramado, ou seja, dá para caminhar até os restaurantes e lojinhas. O hotel ainda oferece ótima estrutura para os dias de chuva, com sala para as crianças, babysitter, fraldário, piscina e sistema de meia-pensão, com restaurantes de excelente padrão dentro do Hotel. Sugiro o charmoso e lindinho italiano.


$$$ Casa da Montanha 
(www.casadamontanha.com.br): um hotel temático de caças, com um maravilhoso restaurante e café da manhã (ou brunch aos domingos). Não é tão grande quanto o Serrano. Fica bem na rua principal de Gramado, perto de tudo. Não tem espaço dedicado aos pequenos, mas tem  pratos infantis que agradam a garotada e quebram o maior galho noturno.


$$ Hotel Recanto da Serra
Também é uma excelente opção, com piscina, playgroud e sala de recreação infantil.
 
Aproveite para ver os outros destinos que já postamos aqui. Para saber mais sobre a Loja da Barbie primeira do mundo e o  Museo de los Niños, que fica em Buenos Aires.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Blog na mídia

Gente, abrimos mais um canal de divulgação do nosso blog. Agora, a MUNDO DO SABER disponibiliza videos para ajudar o dia a dia de vocês, educadores. Aguardem por novidades.

História da Educação no Brasil

Muito importante todos conhecerem sobre a realidade da Educação em nosso país. A MUNDO DO SABER SALVADOR acredita que, quanto mais divulgarmos esses dados, poderemos juntos lutar por uma educação mais digna para nossa população brasileira.

Viagem de férias com as crianças 2


Vocês também tem meninas em casa? Então, se forem para Buenos Aires, um passeio imperdível com elas é visitar a Barbie Store no charmoso bairro de Palermo: a primeira loja do mundo da Barbie! Um espaço enorme divido em 4 diferentes ambientes, onde dá para passar um tempinho, gastar uns pesos e deixar a meninada se divertir com a famosa boneca e ter o seu momento estrela!
1. Logo na entrada, a Moda Barbie: com diferentes modelos de roupas, sapatos, mochilas e acessórios. Os preços praticados não são tão em conta em relação ao que podemos encontrar no Brasil, mas a opção e variedade é maior, por ser uma loja da própria marca.
A boneca em si é vendida na loja, em todas as suas variedades e profissões. E para os colecionadores e aficionados, é possível comprar algumas bonecas de coleção, Barbies mais glamourosas, que não foram feitas para brincar mas para serem colecionadas mesmo: com casacos de peles, vestidas à la Marylin, etc… ou antigas, bonecas dos anos 80.

2. No fundo, a Casa da Barbie, um espaço onde as crianças podem brincar à vontade: há casinhas de Barbie de todos os tamanhos, bonecas e acessórios espalhados, camarim com roupas e acessessórios para se fantasiar e até uma passarela para desfilar!

O espaço é pago: 34 pesos/meia-hora e 44 pesos/hora. Claro que meia-hora para uma criança entretida é pouco! Importante: esse espaço fica aberto de 12h às 20h e muitas vezes, é reservado para festejar aniversários, que geralmente acontecem às 16h. Portanto, é bom dar uma ligada antes de ir, para checar a disponibilidade e não se descepcionarem.

Outro detalhe: o espaço é “proibido” para crianças com menos de 3 anos, o que é compreensível pelo pequeno tamanho de certos acessórios, mas complica a vida de quem tem várias crianças ou irmãozinhos menores.



 


3. O espaço Beauty, um salão de beleza, onde dá para fazer diferentes tipos de penteados, maquiagem, manicure…e como em um salão normal, tem que marcar hora (fazer fila por ordem de chegada). 

Tudo é cobrado, claro: o penteado mais simples custa 49 pesos e consiste em 4 cachos de cada lado, feitos com babyliss e purpurina no cabelo. A manicure custa 34 pesos e a maquiagem 44 pesos. Pessoalmente, não achei tanta graça, mas claro que a garotada ama e sai bastante orgulhosa! O salão é bem concorrido, e por isso recomendo marcar hora assim que chegar, e ir brincar na Casa durante a espera.

4. O Café da Barbie: para lanchar, tomar um suco enquanto esperam a hora no salão ou depois de brincar na Casa. Como tudo ali dentro, o café serve umas coisas bem mimosas, biscoitos e cup cakes rosas e em forma de coração…

Não há como negar que é um lugar bem divertido para meninas de 3 a 12 anos! Abaixo disso, fica um pouco complicado, as pimpolhas não sabem brincar de Barbie e tem muita coisa ali na loja para sairem mexendo, socorro! 

Quem sabe, depois desse passeio, vocês irem visitar o Museo de los Niños? Clique aqui para conhecer melhor esta opção em Buenos Aires

Viagem de férias com as crianças

As férias chegaram. E agora? Como agradar os pequeninos? Para onde ir com eles? Se você está pensando em viajar, aqui estão algumas dicas maravilhosas de roteiros para momentos de muita diversão em família. Estaremos destacando, em vários posts, destinos imperdíveis para que a criançada se divirta de montão. 

Vamos começar com Buenos Aires. Vocês devem estar pensando: "Buenos Aires é tipicamente um destino para adultos". Esperem para conhecer o Museo de los Niños.
Vou logo avisando: preparem-se para passar horas, porque desta vez, as crianças é que não vão querer sair deste Museu! Claro, um espaço todo feito pensando nelas, onde tudo é colorido, interativo, onde podem descobrir várias profissões e, o que elas mais gostam, mexer em tudo! O Museo de los Niños em Buenos Aires faz parte daquela listinha de programas imperdíveis com crianças! Quer saber como é lá dentro? Vem com a gente…

Logo de cara, o espaço é muito colorido, com um projeto gráfico interessante e divertido! Na entrada, a última parada de um ônibus infantil que pára em frente ao Museu. E assim que entramos, as crianças ficam absorvidas pelo espaço, tudo chama a atenção até dos mais novos!
 

 

O Museu é bem grande, se divide em dois andares, além de um playground numa área externa. Todo o Museu simula uma cidade com pequenos ambientes onde as crianças podem “aprender fazendo” e se divertem aprendendo! Elas podem simular dirigir um ônibus, ser bancário, cozinheiro, marinheiro, dentista, pediatra, locutor, jornalista, caixa de supermercado, entre muitas e muitas outras profissões e ambientes! Tudo com um toque educativo, onde é mostrado e explicado como as coisas funcionam: as crianças brincam e aprendem, por isso há sempre alguns grupos escolares. É o máximo, muito bem feito e divertido!





 


É tudo muito detalhado: o dentista e o médico tem bata, o funcionário do posto de gasolina tem uniforme, o supermercado tem uma infinidade de produtos como em um verdadeiro supermercado, com crianças que ficam nos caixas: bem realista e dos lugares preferidos da criançada! Tudo é colorido, bem cuidado e constantemente arrumado por diversos funcionários que explicam, ajudam… As crianças podem se fantasiar, brincar, saber como funcionam as coisas, como por exemplo, entrar em uma privada e entender por onde passa a água, como ela é tratada e como é feito o saneamento.
É tudo pequeno e na altura das crianças de todas as idades! Mesmo para os menores de 3 anos, existem espaços específicos com chão acolchoado e brinquedos apropriados para eles.

Na área externa, um playground com escorregas, gangorras e balanços como em uma pracinha. 
 
Ali dentro ainda tem espaço para fazer aniversários, ateliês diversos, contação de histórias e exposições. Para quem mora na cidade, o interesse sempre muda e dá para voltar várias vezes, sem enjoar! Agora me digam: porque não temos essas coisas no Brasil? Está na hora de criarem algo parecido por aqui.

O Museu fica dentro do Shopping Abasto, na Av. Corrientes, perto do Centro. Um lugar bem prático, já que o Museu só abre às 13h.  Dá para dar uma volta, ver as vitrines, almoçar e o ir ao Museu, que fica ao lado da Praça de Alimentação, no segundo andar. 

Outra boa opção é lanchar na saída e aí sim, recomendo tomar um sorvete na Munchi´s ou no Freddo, um fica em frente ao outro na Praça de Alimentação, provocando a sua vontade e hesitação! Ambos tem sorvetes super cremosos e o famoso sabor de “dulce de leche”! Se optar pelo Munchi´s, vocês poderão escolher as casquinhas coloridas do sorvete.
E cuidado, outra coisa que chama a atenção é um mini-parque de Diversões igualmente colorido, no lado oposto ao Museo de los Niños, com carrossel, roda-gigante e circuito de carrinhos!  Se já estiverem cansados, fujam na saída do Museo virando à direita onde há um elevador e evitando assim a Praça de Alimentação e o outro Parque de Diversões! Quem avisa, amigo é! 
 
Para maiores informações:
Museo de los Niños: www.museoabasto.org.ar
Shopping Abasto | Av. Corrientes 3247, Nivel 2 | Buenos Aires
Tel: (054-11) 4861-2325 | info@museoabasto.org.ar
Atenção: não funciona às segundas-feiras! De terça a sexta: 55 pesos/crianças e 20 pesos/adultos. Fins de semana e feriados: 60 pesos/crianças e 20 pesos/adultos. A criança tem uma parte tão importante no processo, que ela é quem paga o ingresso mais caro!
Se for o aniversário da criança, ela não paga (com documento para comprovação). Crianças com menos de 2 anos ou com incapacidade não pagam.
Adultos não entram sozinhos!
Evitem os finais de semana: o Museu fica muito cheio e as crianças não conseguem se divertir tanto, tem que esperar a vez, compartilhar as coisas… todos, pais e crianças, correm o risco de ficarem estressados!

O Museo de los Niños foi declarado:
  • De interesse educativo pelo Ministério da Educação
  • De interesse cultural pela Secretaria de Cultura e Comunicação da Presidência
  • De interesse turístico pela Secretaria de Turismo
Gostaram? Imaginem as crianças. Esperem para ver mais opções de viagem de férias com as crianças.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...